Três promessas (e uma certeza) para o meio-campo da Selecção


Após o descalabro dos 3M no Mundial do Brasil, o modelo táctico adoptado por Rui Jorge nos Sub-21 veio dar esperança de que no futuro a equipa A consiga reforçar o meio-campo. Qualidade parece não faltar. Na Liga Portuguesa, nomes como João Mário, William Carvalho e Sérgio Oliveira têm exibido bom futebol. E há alguns jovens emigrantes que têm mostrado ganas em se afirmar como certezas do futebol português para o sector do meio-campo:

Bernardo Silva

Emprestado pelo Benfica ao Mónaco, tem mostrado sinais de qualidade na equipa do principado. Depois de ter sido uma das grandes figuras da equipa B encarnada, o criativo não conseguiu ganhar espaço no plantel principal de Jorge Jesus. Cedido ao Mónaco, está a ganhar minutos em competições de topo. Já foi titular por três vezes na Liga Francesa e jogou (e encantou) durante 33 minutos na Liga dos Campeões frente ao Leverkusen.  É um dos jogadores mais utilizados por Rui Jorge na qualificação para o Euro Sub-21 e leva já dois golos nesta fase.

Rony Lopes

O luso-brasileiro que começou a dar pontapés na bola ao serviço do Poiares fez grande parte da formação no Benfica. O potencial do médio ofensivo levou-o, aos 16 anos, para o poderoso Manchester City. É uma das promessas dos citizens. Mas sem espaço no plantel de Pellegrini, o City decidiu emprestá-lo esta temporada ao Lille. Jogou contra o FC Porto no play off de acesso à Champions e tem conseguido ser titular na equipa orientada por René Girard. 

Bruno Fernandes

Foi uma das últimas promessas a sair da escola do Boavista. Acabaria por abandonar o Bessa aos 18 anos para se aventurar no calcio. Esteve duas temporadas no Novara. Deu nas vistas e acabou por ser contratado pela Udinese. Cumpre a segunda época no Stadio Friuli e costuma saltar do banco de suplentes para o relvado. Leva já um golo na Serie A. Apesar da qualidade e potencial, Bruno Fernandes não tem sido opção de Rui Jorge. O seleccionador apenas o convocou para a segunda mão do playoff contra a Holanda.

André Gomes

É já uma das certezas do futebol português e já ganhou espaço na Selecção A. O médio formado no Benfica tem encantado em Espanha ao serviço do Valência. Participou em quatro jogos da qualificação para o Euro Sub-21 e fez um golo. Apesar de o Benfica ter optado por perder o jogador em troca de 15 milhões de euros, Jorge Jesus veio considerar, numa entrevista ao Record, que o médio "está a subir cada vez mais e vai ser um grande jogador como segundo médio".






Share on Google Plus

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.