O antigo guardião do Beira-Mar que trocou as balizas pela política


A classe de 2006/2007 do Beira-Mar mostra faro para a política. Dois antigos futebolistas do clube foram eleitos deputados no Brasil. Além do mediático Jardel, que foi eleito deputado estadual, também Danrlei, um dos guarda-redes desse plantel, conseguiu ser reeleito como deputado federal. 

Mas os eleitores deverão exigir um melhor desempenho na política do que aquele que as duas antigas estrelas do Grêmio tiveram no Beira Mar, que acabaria por ser despromovido. 

Mário Jardel ingressou no Beira Mar já numa fase de decadência quase total da carreira. Aquele que foi um dos goleadores mais letais do futebol português não foi além dos três golos. E Danrlei não teve melhor sorte.

O guardião até chegou a ser visto como uma das grandes promessas do futebol brasileiro e foi, a par de Jardel, uma das grandes figuras do Grêmio de Scolari que venceu a Libertadores em 1995. Integrou ainda o plantel da canarinha que arrebatou uma medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 1996. 

Apesar do estatuto que tinha no Grêmio, Danrlei trocou o tricolor gaúcho pelo Fluminense. Não se impôs e nunca mais viria a conseguir relançar a carreira. 

Em 2006 chega ao Beira-Mar e apesar de ser uma das apostas iniciais dos aurinegros rapidamente perderia a titularidade. Os números não deixavam margem para dúvidas: em seis jogos sofreu 14 golos e viu um cartão vermelho. 

A meio da temporada teve bilhete de ida para terras de Vera Cruz e acabou a carreira no modesto Brasil de Pelotas do terceiro escalão do futebol brasileiro. Foi um dos sobreviventes da tragédia que se abateu sobre a equipa quando o autocarro do clube sofreu um acidente que vitimou dois colegas de equipa e o treinador de guarda-redes.

Fechado o capítulo no futebol, o antigo guardião tornou-se num dos políticos mais populares do Estado de Rio Grande do Sul e é DJ nas horas vagas.

Apesar dos tombos da carreira, os adeptos do Grêmio não esquecem Danrlei. Após ter pendurado as luvas, o antigo guardião do clube teve direito a um jogo de homenagem emocionante que reeditou a final dos Libertadores de 1995. E sim. Jardel também marcou presença. Até conseguiu replicar o golo que marcou na final dos Libertadores.






Share on Google Plus

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.