Heróis da Taça: Mário Coelho, o caça-campeões europeus


Há 27 anos que o Sporting não conseguia, na condição de visitante, eliminar o FC Porto na Taça de Portugal. Da última vez que isso aconteceu o herói foi o médio brasileiro Mário, que cumpria a primeira época em Alvalade. Isto numa equipa em que brilhavam Damas e Manuel Fernandes.

Quase no final do prolongamento o centrocampista fuzilou o mito polaco Jozef Mlynarczyk, abatendo a equipa que poucos dias depois se viria a sagrar campeã europeia. Nas suas fileiras os azuis e brancos contavam com craques como Madjer, Futre e Fernando Gomes.

Apesar da vitória nas Antas o Sporting, treinado na altura pelo inglês Keith Burkinshaw, viria a perder a final para o Benfica. Já Mário Coelho ainda ficaria mais um ano no Sporting. Apesar de ter sido bastante utilizado nos leões, em 1988 receberia ordem de marcha. Fecharia o capítulo no futebol português ao serviço Estrela da Amadora.

O médio, que antes de vir para Portugal deu nas vistas no Fluminense, decidiu depois enveredar pela carreira de treinador. Foi responsável pelo comando de alguns clubes modestos do futebol brasileiro e, actualmente, treina o Bangu, que disputa o campeonato carioca. 

Regressando àquela tarde de Maio de 1987, Mário reconheceu que apesar do seu golo o verdadeiro herói do jogo foi Vítor Damas. Herói? "Eu? E o Vítor Damas? Ele defendeu tudo", recordou numa entrevista ao MaisFutebol.

Fonte: zerozero.pt


Share on Google Plus

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.