O que é feito de Filipe Alvim?

O bracarense Paulo Vinícius fez o primeiro golo da Liga 2013/2014. Há dez anos o feito tinha sido conseguido também por um defesa brasileiro: Filipe Alvim (o quarto da foto na fila de cima a contar da diretia). No ano de estreia no campeonato português, com as cores da Académica, o lateral foi o primeiro a abanar as redes na edição da Liga de 2003/2004. Marcou o primeiro golo do encontro entre os estudantes e o Sporting em Coimbra (ver aqui). Apesar de ter inaugurado o marcador, Filipe Alvim viu a sua Briosa perder por 2-1, com os golos dos leões a serem apontados por Lourenço e Beto. Curiosamente, e tal como este ano, o jogo inaugural teve arbitragem de Bruno Paixão.

Alvim chegou à cidade dos Estudantes com o estatuto de promessa. Formado nas escolas do Vasco da Gama, o lateral que também podia actuar como médio defensivo ou mesmo como central, conseguiu chegar à selecção brasileira de sub-20. E tinha pontaria para facturar nas estreias. Exemplo disso foi o golo que marcou na estreia pela equipa principal do Vasco da Gama em 1997 num encontro contra o Internacional de Porto Alegre. 

O clube da cruz de Malta quis depois que o jovem Alvim ganhasse mais experiência competitiva, através de empréstimos ao Santa Cruz, Baía e Coritiba. Antes de rumar à Académica, esteve no Juventude, ajudando a equipa brasileira a fazer uma das suas melhores épocas de sempre.

Apesar de algumas boas exibições pelos Estudantes, Filipe Alvim passaria apenas uma temporada no futebol português. Participou em 16 jogos, marcando dois golos. Começou a ter problemas respiratórios nos treinos. Asma ou bronquite, pensavam os médicos. No final da temporada o lateral regressaria ao Brasil para representar o Corinthians. O Timão passava por dificuldades e estava perto do fundo da tabela, mas o futebol de Alvim ajudou a equipa a progredir na tabela. Mas não seria por muito tempo. No último jogo do campeonato voltou a ter problemas respiratórios. "A garganta travava", explicou o futebolista numa entrevista.

Afinal os problemas respiratórios de Alvim eram um sintoma de uma arritmia cardíaca. Com os exemplos trágicos de Fehér e do brasileiro Serginho do São Caetano frescos na memória, o homem que assinou o primeiro golo da Liga Portuguesa em 2003/2004 não arriscou e pendurou as chuteiras com apenas 26 anos. 

Após o fim da carreira formou-se em Educação Física na Faculdade Metodista Grandbery. E o desporto-rei ainda lhe corre nas veias. Tem como objectivo iniciar-se na carreira de treinador.

Fotos retiradas do site oficial do antigo jogador da Académica (http://www.filipealvim.com)

Share on Google Plus

1 comentário:

  1. Já adicionei o teu blogue.
    Adiciona também os meus dois blogues.

    http://www.mundotalentoso.blogspot.pt
    http://galaxiafutebolistica.blogspot.pt

    Abraços e saudações desportistas.

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.