Os dois Nunos que deram uma final da Taça ao Benfica



A última chegada do Benfica a uma final da Taça de Portugal teve a assinatura de dois Nunos, o Assis e o Gomes. Em Abril de 2005, o Benfica de Trapattoni foi ao terreno do Estrela da Amadora vencer por 3-0 na meia-final da competição. Mas acabaria por perder o troféu para o Vitória de Setúbal no jogo decisivo.

Um dos golos dessa meia-final foi apontado por Nuno Assis. O médio ofensivo que ajudou o Benfica a ser campeão nacional em 2005 está agora no Chipre, onde alinha pelo Omonia Nicosia. Na equipa cipriota tem a companhia de um outro jogador dos encarnados que disputou a meia-final contra o Estrela, o guarda-redes Moreira. 

Nuno Assis foi uma das promessas das escolas do Sporting, onde se sagrou campeão nacional de juniores. No entanto, não conseguiu integrar a equipa principal dos leões e após empréstimos ao Alverca e Gil Vicente ingressou no Vitória de Guimarães. Tornou-se numa das grandes referências dos vimaranenses e foi contratado pelo Benfica para ajudar a equipa a chegar a um título sofrido em 2005. Mas após a passagem de Trapattoni pelos encarnados, o médio perdeu espaço na equipa. Para piorar a situação foi apanhado nas malhas do doping, o que lhe valeu uma suspensão dura.

Sairia da Luz em 2008 e regressou ao clube do seu coração e onde se fez como jogador, o Vitória de Guimarães. Ainda tirou uma época sabática do futebol português para procurar os petrodólares dos sauditas do Al Itihad. Actualmente, aos 35 anos, resiste à tentação de pendurar as chuteiras e é mais um dos jogadores portuguesas no Chipre. É titularíssimo na equipa que ocupa a quarta posição no campeonato cipriota. Além de Moreira, Nuno Assis tem ainda como colegas de equipa o central João Paulo e os médios Bruno Aguiar e João Alves.

Mas o maior destaque da meia-final de há oito anos foi Nuno Gomes. O ponta-de-lança bisou no encontro e é mais um dos exemplos de jogadores que levam até ao limite a vontade de jogar futebol. Apesar dos seu 36 anos, o avançado com cara de miúdo não se importou de ir para a segunda divisão inglesa para continuar a pisar os relvados.

No entanto, após um bom início de época pelo Balckburn Rovers, onde fez quatro golos nos primeiros seis jogos, Nuno Gomes eclipsou-se. Deixou de ser utilizado de forma regular, situação que o levou a queixar-se publicamente. Como se isso não bastasse, o clube está neste momento a lutar pela manutenção e já teve quatro treinadores diferentes esta época, situação que está a deixar o avançado a pensar no que fazer na próxima época. Desde Setembro que o ponta-de-lança não consegue marcar golos. 

Faça uma assistência para Like no Facebook
Share on Google Plus
Com tecnologia do Blogger.