O dragão irlandês que aplicou chapa 8 ao Estoril

O Porto voltou a bater o Estoril. Mas apesar dos dragões terem mantido o registo positivo em confrontos com os canarinhos, ficaram longe da maior goleada de sempre aplicada à equipa da linha. Na época 83/84, os azuis e brancos golearam o Estoril por 8-0. Uma das estrelas do encontro foi um inglês naturalizado irlandês e que tentou levar André Villas-Boas da Académica para Inglaterra.

Mickey Walsh passou oito temporadas nas Antas, onde foi o fiel escudeiro do bibota Fernando Gomes na frente de ataque do Porto. Em 85 partidas pelos dragões fez 42 golos. O internacional irlandês chegou a Portugal após passar pelo Blackpool, pelo Everton e pelo Queen Park Rangers. E chegou a Portugal para substituir aquele que viria pouco tempo depois a ser o seu companheiro de ataque: Fernando Gomes. Em 1980, o bibota foi para o futebol espanhol onde passou duas temporadas no Sporting de Gijon.

Rezam as crónicas que Walsh se notabilizava pelo seu poderoso jogo de cabeça e foi um dos responsáveis por levar os dragões à sua primeira final europeia, onde perderiam a Taça das Taças para a Juventus. Em Inglaterra, Walsh continua a ser uma velha glória respeitada. Foi eleito para o Hall of Fame da história de Blackpool e conta ainda no seu currículo com o melhor golo do ano do futebol inglês em 1975.

Actualmente, Mickey Walsh, com 58 anos, continua ligado ao mundo do futebol. Tem uma empresa onde gere a carreira de jogadores e treinadores, a Mickey Walsh Sports Management. O antigo avançado do Porto terá mesmo tentado levar André Villas-Boas da Académica para os ingleses de Burnley. O agente e o jogador são amigos e Walsh não perde uma oportunidade para fazer rasgados elogios a AVB. Chegou mesmo a considerá-lo melhor que José Mourinho.

Walsh abandonou o Porto na época em que os dragões se tornaram reis da Europa em Viena. Mas não abandonou o futebol português. Das Antas foi para o Salgueiros. Passou ainda pelo Espinho e acabaria a carreira no Rio Ave. Apesar de ter nascido em Inglaterra, Walsh preferiu jogar pela selecção irlandesa. Uma homenagem ao pai, confessou Mickey numa entrevista. Teve 21 internacionalizações, com um registo de três golos.

Ao serviço do Porto, Walsh venceu dois campeonatos e uma Taça de Portugal. E na tal goleada ao Estoril, o irlandês cabeceador marcou dois golos. Já Fernando Gomes fez um hat trick, Sousa bisou e Vermelhinho também aproveitou para facturar. 

O golo de Walsh que maravilhou Inglaterra em 1975


Share on Google Plus
Com tecnologia do Blogger.