Rui Fonte (ainda) não sabe marcar

É uma das promessas do futebol português e conta já no currículo com várias experiências no estrangeiro, apesar de ter apenas 22 anos. O Benfica viu a oportunidade e contratou Rui Fonte para evoluir na equipa B.

Apesar de promissor e de actuar no ataque, Rui Fonte é, até agora, o que se pode chamar um bom avançado, mas sem balizas. Em duas temporadas e meia ao serviço do Espanhol, fez apenas três golos em 44 jogos (dois na Taça do Rei e apenas um na La Liga). Esta época ainda não marcou e actuou apenas em cinco jogos no campeonato do país vizinho e num encontro da Taça do Rei, sempre vindo do banco.

Rui Fonte rumou para a Catalunha em 2010, vindo de Setúbal. Ao serviço dos sadinos, o avançado participou em 13 encontros do campeonato nacional, apenas um a titular, e não conseguiu marcar na principal competição do futebol português.

O avançado deu os primeiros toques na bola no Sacavenense, mas conta com uma formação de topo, tendo passado pelas escolas do Sporting e do Arsenal. Abandonou a academia do clube de Arsène Wenger para rumar ao Crystal Palace, fazendo companhia ao irmão José Fonte, que tinha sido emprestado pelo Benfica. Rui Fonte ainda participou em dez encontros do Championship, o segundo escalão do futebol inglês, não tendo conseguido facturar por nenhuma vez.

Rui Fonte pertence a uma família de futebolistas, mais concretamente de defesas. Além do irmão, que actualmente joga no Southampton, também o seu pai, Artur, foi defesa. Jogou na década de 80 no Belenenses e Penafiel. Rui é o único avançado da família e conta agora com os responsáveis técnicos benfiquistas para o ajudarem a aprimorar o faro de golo.
Siga-nos no Facebook

Share on Google Plus
Com tecnologia do Blogger.