O que é feito de Geovanni?

Cardozo está a ser a besta negra do Sporting, mas o Benfica já contou com um jogador com um gosto especial para marcar aos leões: Geovanni. O extremo até era conhecido entre os adeptos como o Soneca, devido a ser pouco interventivo durante grandes períodos de jogo. Mas o brasileiro, que joga actualmente no América Mineiro, aparentava despertar quando enfrentava o Sporting.

O primeiro golo de Geovanni frente aos leões aconteceu em Alvalade na penúltima jornada da Liga 2003/2004, num grande remate já ao cair do pano (ver vídeo). O Benfica venceu por 1-0, o que lhe permitiu ultrapassar o Sporting na tabela classificativa, roubando o segundo lugar aos rivais da Segunda Circular.

Na época seguinte, o extremo voltou a causar dificuldades ao Sporting. Marcou dois golos na recepção do Benfica aos leões, a contar para os oitavos de final da Taça de Portugal. O encontro terminou empatado a três bolas e os encarnados acabariam por vencer no desempate por grandes penalidades. O Benfica ainda chegou à final da competição, mas foi derrotado pelo Vitória de Setúbal no Jamor.

A apetência de Geovanni para acordar em jogos grandes também ficou demonstrada na Liga dos Campeões, marcando um dos golos na vitória do Benfica por 2-1 frente ao Manchester United na fase de grupos da edição de 2005/2006, que permitiu o apuramento aos encarnados. O extremo chegou à Luz com rótulo de craque, depois de ter participado em 26 partidas ao serviço do Barcelona e de ter uma carreira sólida nas camadas jovens da selecção brasileira, onde chegou a ser campeão mundial de sub-17. Já pela equipa principal da canarinha apenas actuou uma vez.

O extremo saiu do Benfica em 2006, regressando ao clube que o formou para o futebol, o Cruzeiro. Mas ficaria por pouco tempo no Brasil, já que o Manchester City o contratou em 2007 para ser um apoio ao 11 titular. Participou em 19 jogos, mas quase sempre vindo do banco. Ainda assim conseguiu marcar três golos.

Apesar de não se ter imposto nos Citizens, foi uma das figuras principais do Hull City no principal escalão do futebol inglês, apesar de raramente aguentar os 90 minutos com a intensidade da Premier League. Era titular da equipa e ajudou o Hull a conseguir a permanência em 2008/2009, marcando por oito vezes. De Inglaterra foi para os EUA, ao serviço dos San Jose Earthquakes, mas sem grande sucesso.

Regressaria novamente ao Brasil, para representar o Esporte Clube Vitória. Em Agosto assinou pelo América Mineiro da Serie B brasileira. Ao serviço do Benfica, Geovanni marcou 17 golos na Liga em quatro épocas e venceu um campeonato e uma Taça de Portugal.

Geovanni marca ao Sporting em Alvalade


Share on Google Plus

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.