O que é feito de Beto Acosta?

O Sporting até pode ter sofrido três golos do Benfica em Alvalade, mas durante a História houve ocasiões em que foram os encarnados a passar por dificuldades no terreno dos leões. Uma das derrotas pesadas do clube da Luz ocorreu em Abril de 2011, com os verde-e-brancos a vencerem por 3-0. Nessa época, o Sporting terminou a Liga em terceiro e o Benfica em sexto.

A abrir o marcador desse derby esteve o argentino Beto Acosta, que actualmente é treinador do Atlético Fénix. O argentino chegou a Alvalade no mercado de Inverno de 98/99 e a contratação do ponta-de-lança de 32 anos foi alvo de críticas logo no início, com os adeptos a recearem que o clube estivesse a contratar um atleta acabado. E os primeiro tempos aparentavam dar razão aos críticos, já que Acosta marcou apenas três golos em 13 jogos.

Passou a ser alvo de críticas duras, como a do "velho com reumático", por exemplo. Mas na segunda época com a camisola dos leões, Beto Acosta provou que a idade pode ser um aliado nas lides do futebol. Foi o melhor marcador da equipa, com 22 golos na liga e catapultou a equipa para o primeiro triunfo no campeonato em 18 anos. Ajudou ainda o Sporting a chegar à final da Taça de Portugal, marcando dois golos ao Benfica na Luz a contar num jogo para os oitavos de final. Na sua terceira e última época em Alvalade, Beto Acosta continuou como melhor marcador da equipa, com 14 tentos no campeonato, dois dos quais apontados ao Benfica.

Saiu de Alvalade para ser substituído por um tal de Mário Jardel. No entanto, e apesar da idade avançada, continuou a facturar na sua terra natal ao serviço do San Lorenzo. Retirar-se-ia dos relvados com 37 anos e ao longo da sua carreira marcou qualquer coisa como 300 golos em jogos oficiais. Além de prémios de melhor marcador na Argentina e no Chile, ao serviço do Universidad Católica, Acosta foi internacional por 19 vezes, marcando três golos em jogos internacionais.

Acosta pode ter deixado de fazer golos, mas continua ligado ao desporto-rei. Começou por treinar o Boca Juniors por um curto período de tempo em 2006 e procurou depois a sorte no futebol romeno ao serviço do Dunarea Galati. Está já há várias épocas no comando do Atlético Fénix que compete na terceira divisão argentina.


Share on Google Plus

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.