Martins Indi, do Barreiro para a Laranja Mecânica

Nasceu no Barreiro há 20 anos e é actualmente uma das grandes esperanças da selecção holandesa e do futebol mundial. O luso-holandês Bruno Martins Indi é um dos candidatos a Golden Boy da Europa, troféu dado pela Tuttosport ao jovem mais promissor do futebol europeu. Além de Bruno Martins, constam ainda na lista de candidatos o benfiquista Ola John e o portista Atsu.

Martins Indi nunca chegou a representar nenhum clube português, já que a sua família emigrou para a Holanda tinha ele três meses. O lateral-esquerdo que também se sente confortável a jogar a defesa-central começou a dar os primeiros pontapés na bola no Spartaan 20 de Roterdão. O potencial do jogador não passou despercebido aos olheiros do Feyenoord e Martins Indi jogou estreou-se na equipa sénior do clube em 2010, com apenas 18 anos.

Mas a primeira época como sénior não foi fácil. Além de tentar agarrar o lugar na equipa, Martins Indi teve de viver momentos de crise no clube holandês. Participou na maior derrota de sempre do emblema de Roterdão, na goleada de 10-0 imposta pelo PSV. O defesa fez 15 jogos na Eredivisie na temporada em que o Feyenoord terminou em décimo lugar do campeonato.

Mas no ano passado tudo mudou. Martins Indi tornou-se uma referência na defesa do clube de Roterdão e ajudou a equipa a terminar no segundo lugar do campeonato, com apenas 37 golos sofridos em 36 jogos. No total, Martins Indi leva três golos pelo Feyenoord.

A boa carreira na temporada passada levou a que Louis Van Gaal, que pegou na Laranja Mecânica após o desaire no Europeu, o chamasse à selecção principal. E na fase de apuramento para o Mundial 2014, Martins Indi leva já três encontros disputados pela Laranja Mecânica, tendo marcado dois golos com a camisola laranja. (Entretanto Martins Indi deu uma interessante entrevista ao Mais Futebol).

Share on Google Plus

0 comentários:

Com tecnologia do Blogger.